Somos uma organização sem fins lucrativos liderada por mulheres que, para alcançar equidade de gênero e enfrentar a crise climática, desenvolve cidades em que pessoas e caminhar sejam prioridade.

 

Fazemos isso por meio de duas frentes de atuação, a promoção da cultura do caminhar e a humanização das cidades, integrando cinco linhas de ação:

Qual é a nossa visão de cidades?

Qual é a nossa visão como instituto?

Cidades em que pessoas e caminhar sejam prioridade, de forma que andar a pé seja a melhor opção de deslocamento e passeio.

Queremos cidades caminháveis!

A caminhabilidade proporciona ambientes justos, em que a diferença nos níveis de qualidade de vida são mínimas, ao garantir acesso, colaboração, sustentabilidade,  segurança, acolhimento, saúde e dinamismo para todas as pessoas – independente de idade, gênero, raça, renda, credo, origem e condições físicas, mentais e emocionais.

Como organização, queremos pautar o desenvolvimento das cidades pela caminhabilidade e ser referência para a transformação das cidades em ambientes mais justos, com otimismo para o futuro e capacidade de atuar no presente.

Sempre se mantendo uma organização inovadora e disposta a ampliar saberes e transversalidade com temas caros para o desenvolvimento justo e sustentável. 

Acesso
assegura o caminhar e o estar em todos os espaços da cidade, para que todas as pessoas usufruam dos seus direitos.
Colaboração
estimula todas as pessoas a participar e atuar juntas na construção e transformação das cidades, sendo protagonistas e co-autoras do desenvolvimento urbano.
Sustentabilidade
enfrenta a crise climática ao estimular o deslocamento a pé e gerar espaços urbanos que respeitam o meio ambiente e o desenvolvimento comunitário, e que têm capacidade de se adaptar e flexibilizar a crises e eventos, sem vulnerabilizar grupos de pessoas
Segurança
preserva a vida, liberdade e autonomia de todas as pessoas para caminhar e estar nos espaços públicos da cidade de forma segura, agradável e confortável a qualquer momento do dia – principalmente mulheres, crianças, idosas e pessoas com deficiência.
Acolhimento
garante representatividade nos espaços públicos e convida todas as pessoas a se expressar e se desenvolver por meio de trocas e interações com o ambiente e com outras pessoas.
Saúde
contribui com a saúde física e mental, tanto individual quanto coletiva, ao promover ambientes urbanos que estimulam vidas ativas e sociáveis nos espaços públicos.
Dinamismo
impulsiona a inovação e flexibilização dos ambientes e das formas de colaborar e fazer cidade para gerar pertencimento, diversão e convivência para todas as pessoas.

Impulsionar a transformação e co-construção de ambientes urbanos caminháveis nas diversas escalas, principalmente em territórios marginalizados, de forma colaborativa e prioritária para populações vulnerabilizadas;

Abrir caminhos de participação e diálogos entre a sociedade civil e os setores público e privado para propor soluções com potencial transformador;

Criar e ampliar redes, agregando mais pessoas e visões;

Queremos quebrar paradigmas, atuar de forma transparente e aberta e ser acessível a todas as pessoas.

Histórico

Desde 2012 atuamos na transformação das cidades em ambientes caminháveis junto com as pessoas em todas as escalas: rua, bairro e cidade. Começamos como um coletivo realizando passeios a pé em São Paulo como forma de melhorar a relação das pessoas com a cidade. 

Logo, ao perceber que o meio de deslocamento mais praticado é o caminhar e todos os seus benefícios, nós nos entendemos como movimento em defesa de cidades seguras e atrativas para caminhar. Com isso, começamos a trabalhar com o conceito de caminhabilidade (walkability) e a nos relacionar com o poder público (advocacy) para promover mudanças para construir cidades mais caminháveis. O maior caso de sucesso foi a conquista da Paulista Aberta em 2015, depois de mais de um ano de mobilização junto a outras organizações.

A partir de 2015, passamos a fazer conexões internacionais, e nos associamos à Federação Internacional de Pedestres, co-criamos a Rede Latino Americana por Cidades Caminháveis e estivemos em eventos como Walk21, Congresso Peatonal, conferência da NACTO, Placemaking Latinoamérica, Conferência de Mulheres que atuam em Mobilidade no Mundo e COP 26, a Conferência do Clima da ONU.

Em 2017, organizamos a primeira edição da Semana do Caminhar. Outros projetos importantes foram o “Sentindo nos Pés”; os mapas de legibilidade e sinalização“Bixiga a Pé!”, “Passeia, Jardim Nakamura” e “Mapas Vá a Pé”-; além de ações de urbanismo tático.

Foi também em 2017 que nos formalizamos como uma Organização da Sociedade Civil (OSC) para ampliar nossa atividade e impactos, não limitando a nossa atuação a São Paulo, mas sim construindo projetos e metodologias que podem ser replicados em diversas cidades e com públicos diferentes, como o Índice Cidadão de Caminhabilidade e os projetos Mulheres Caminhantes e Caminhar Afro-Feminino.

Já em 2021, criamos o Prêmio Cidade Caminhável, que reconhece projetos dos governos que melhoram a caminhabilidade nas cidades. Em 2022, co-fundamos o Laboratório Rio Pinheiros. Saiba mais da nossa trajetória pelos vídeos de comemoração de 10 anos de atuação.

2012

Início com passeios a pé
Relação com cicloativismo

2013

Ocupações de espaços públicos
Participações em audiências e no Conselho de Transportes

2014

Mobilização para Paulista Aberta

2015

Colaboração com Urbanismo Caminhável em Jundiaí
Paulista Aberta inaugura
Elaboração do capítulo de oficinas participativas de Mobilidade a Pé no PlanMob de São Paulo
Primeira Participação no Walk21 Viena
Correalização do Seminário Internacional Cidades a Pé

2016

Advocacy Decreto Ruas Abertas
Aulas de Incidência e início de formações de caminhabilidade

2017

Formalização como OSC
Primeira Semana do Caminhar
Mapa Bixiga a Pé
Primeira temporada do Sentindo nos Pés
Mulheres Caminhantes - caminhabilidade e gênero

2018

Mobilidade Ativa nas Eleições
Segunda temporada do Sentindo nos Pés
Women Mobilize Women em Leipzig
Sistema de Legibilidade no Jardim Nakamura

2019

Participação na Conferência da NACTO em Toronto
Índice de Caminhabilidade e Gênero Curitiba
Finalistas do Child Friendly Cities Initiative da UNICEF

2020

Lançamento do podcast Cidades Caminháveis
Remarkable Women in Transport
Urbanismo Tático na Ladeira Porto Geral

2021

Lançamento do Prêmio Cidade Caminhável
Caminhar Afro-Feminino
Laboratório Rio Pinheiros

2022

10 anos de Instituto Caminhabilidade
Caminhando Juntas

Alguns números

11
anos atuando por cidades caminháveis
39
dos deslocamentos nas cidades brasileiras são realizados exclusivamente a pé (fonte: 2018, ANTP)
40
cidades brasileiras alcançadas com os nossos projetos

Quem somos

Leticia Sabino

Diretora Presidente e Coordenadora Executiva de Projetos

Fundadora do Instituto Caminhabilidade. Paulistana, mestra em Planejamento de Cidades e Design Urbano pela UCL (University College London) em Londres - bolsista Chevening. Administradora de empresas pela FGV - EAESP e pós-graduada em economia Criativa e Cidades Criativas na FGV.

Gabriela Massuda

Analista de Projetos

Integra o Instituto Caminhabilidade desde 2023. Paulistana, mestra em Transportes e Desenvolvimento Sustentável pelo École des Ponts ParisTech, na França - bolsista pela Renault Fondation. Arquiteta e urbanista pela Universidade de São Paulo (FAU-USP).

Carolina Fortes

Analista de Comunicação

Integra o Instituto Caminhabilidade desde 2022. Porto-Alegrense, jornalista pela PUC Rio Grande do Sul e estudante de Letras na FFLCH-USP.

Voluntárias

Ana Paula Jodas | Gabriel Gonçalves | Giuliana Chazanas | Júlia Theodósio | Mayni Gonçalves | Nara Marinho | Natália Costa | Natasha Vaz | Nicholas Casagrande | Samantha Gaspar

Participação em Eventos Internacionais

2015 – Walk21 – Vienna
2016 – Congreso Peatonal – Cidade do México
2017 – Placemaking Latinoamerica – Valparaíso
2017 – Congreso de Peatones – Medellín
2018 – Women Mobilize Women – Leipizig
2018 – Walk21 – Bogotá
2018 – Velocity – Rio de Janeiro
2019 – Liderazgo Femenino Urbano BID – Washington D.C.
2019 – Cities Design NACTO – Toronto
2019 – Walk 21 – Rotterdam
2015 – Cidades a Pé – São Paulo
2020 – Foro Peatonal Online – México
2020 – Cidade que Abraça – Lisboa
2020 – Fórum de Intervenções Urbanas – Lima
2021 – Seminario de Movilidad e Género – Buenos Aires
2021 – Conferência do Clima da ONU COP26 – Glasgow
2021/2022 – Connected Smart Cities – São Paulo
2022 – Walk21 – Dublin
2022 – O cenário da pandemia pode gerar cidades caminháveis? – Londres

Prêmios

2023
Finalista Creative Bureaucracy Festival (com Caminhar Afro-Feminino) - Alemanha
2019
Finalista Child Friendly Cities Award (com Paulista Aberta)
2018
Finalista Premia Sampa (com Sentindo nos Pés)
2014
Finalista Prêmio Sinal Livre de Mobilidade Urbana
2013
Prêmio Santander Economia Criativa - Letícia Leda Sabino

TRANSPARÊNCIA

Fale com a gente